Arquivo da tag: Festa

Grillwetter? Grillparty!

Padrão

Quando o verão racha o coco dos alemães, é tempo de Grillparty. Ontem conversando com minha querida Toddy Tainá, estávamos fazendo um mini-review das últimas semanas e constatei que nos últimos 2 meses, estive em pelo menos UM churrasco por fim de semana. Aniversário, visita, simplesmente Spaß an der Freude, egal aus welchem Grund, os alemães amam churrasco. E eu que ao chegar aqui era vegetariana, hoje em dia como umas lingüicinhas e uns pedacinhos de frango. Mas o hit pra mim são ainda queijos e legumes assados.

Você que está aí no Brasil deve estar se perguntando como é um churrasco alemão, certo? Então, normalmente:

– Há muitas saladas! Kartoffelsalat, Karottensalat, Nudelsalat, Gurkensalat e muitas outras. Adoro as saladas e os molhos daqui. Por isso, mesmo não comendo tanta carne, adoro quando começa a Grillsaison;

– Aqui assa-se bastante carne de porco em formato de steaks; Lingüiças; Queijos; Legumes (milho, cebola etc etc); Preparados vegetarianos;

– Bebidas: tem de tudo! Coca-cola, Fanta, cerveja, Weinschorle e de vez em quando um Klopfer assim só de brincadeira :P;

– Normalmente as pessoas combinam entre si quem vai levar o que, digo, se devemos levar bebidas, ou salada, ou a carne que queremos comer. Se fosse pra ficar nas costas de uma só pessoa, não dava pra fazer tanta festa, né?

Pra nós brasileiros, pode parecer churrasco demais pra um verão só, mas a verdade é que, quando o verão chega nessas bandas aqui, aproveita-se ao máximo qualquer oportunidade de ficar do lado de fora, de festas e esportes ao ar livre, entre outras atividades. Mas isso é algo que só se entende quando não se vive com tempo “bom” durante todo o ano!

E ab in die Grillsaison!

Viel Spaß!

Wortschatz / Glossário:

Grillwetter – clima propício a churrascos

Grillparty – churrasco (normalmente os mais festivos, onde se comemora alguma coisa)

Spaß and der Freude – expressão equivalente a “fazer algo por diversão)

egal aus welchem Grund – não importa a razão

Kartoffelsalat -http://pt.wikipedia.org/wiki/Kartoffelsalat

Karottensalat – Salada de cenoura

Nudelsalat – salada de macarrão

Gurkensalat – salada de pepino

Grillsaison – temporada de churrasco

Weinschorle – Vinho + água com gás

Isso é um Klopfer / Taken from Google Images

Klopfer – Pequenas garrafinhas com uma espécie de licor. Encontra-se vários sabores: cereja, whisky com creme, ameixa, menta, entre outros. O nome vem do verbo klopfen, que significa bater, tipo, bater à porta. O costume é bater a tampa da garrafinha na mesa antes de beber. E colocar a tampa no nariz depois de abrir. Quem esquece de por a tampinha no nariz tem que beber outro! hehe

Ab in die Grillsaison – (Comecemos) a temporada de churrasco!

Viel Spaß – Divirta(m)-se!

Coisas da Alemanha: Kerwe

Padrão

Então que quem nasceu e cresceu em cidade pequena no Brasil certamente sabe o que é uma Quermesse. Sim, estou falando de uma destas festinhas de rua, ondem imperam as barraquinhas, penduricalhos e crianças de boca melada de doce pedindo dinheiro pros pais pra dar mais uma volta no carrinho bate-bate.

Hehehe… reavivei as suas mais antigas lembranças de infância? Pois é, meus caros e minhas caras, eu também passei por isso nascendo e vivendo em Magé (Que com seus 300.000 habitantes é sim uma cidade relativamente pequena , pelo menos quando comparada ao Rio de Janeiro e seus milhões). Era um tal de festa de São Pedro pra cá, festa de Nossa Senhora da Piedade pra cá, entre outras festinhas pelas quais nós – na época crianças – esperávamos ávidos para desespero de nossos pais. rs rs

Risada “maligna” Mwhuahuauahuaa

Bem, na minha cidade essas festinhas tinham tudo isso que citei acima, mais parquinhos e competições de dança e canto no palco (nem vou comentar que eu participava de todas, desavergonhada que era rs rs).

Aqui na Alemanha, esse tipo de festinha não está necessariamente ligada à igreja e ainda acontece, pelo menos uma vez no ano nas Gemeinden. A Gemeinde onde moro se chama Oppau   (sim, já ouvi a piadinha de que moro em Oppau, rs rs) e faz parte da BASF city . Nesta Kerwe que acontece todo ano no mês de agosto,  se reúnem as Vereine locais e montam suas barraquinhas, vendendo as comidinhas e bebidas típicas, que em Rheinland Pfalz, são de pelo menos meio litro! Hic!

Assim como no correspondente brasileiro, é lugar de comer, beber e gastar dinheiro com pescaria e afins com as Kinder 😛 Como contei pra minha moms e ela não conseguia imaginar uma quermesse alemã, tirei umas fotos e  isso me inspirou a escrever este post, pra dividir um pouco com os amigos que estão longe como são as coisas aqui na Dorfinha.

 

Não se sintam intimidados pela Bratwurst de meio metro! HAHAHA

Boa semana pra vocês!

Wortschatz – Vocabulário

Gemeinden – Plural de Gemeinde, que significa distrito. Oppau, onde vivo, é um distrito de Ludwigshafen

BASF city – Brinquei com o fato da BASF ser tudo de mais conhecido aqui em Ludwigshafen. Lembrando, a BASF é a maior indústria química do mundo.

Kerwe – quermesse

Vereine – Plural de Verein, são clubes ou associações de pessoas que exercem uma atividade em comum. Existem Vereine de música, de esporte (faço parte de uma de artes marciais), de jardinagem etc etc.

Kinder – Plural de Kind, significa crianças.

Dorfinha – diminutivo aportuguesado de Dorf, que é um vilarejo, digamos. Na verdade, eu não moro uma Dorf. Uma Dorf, é digamos uma cidadezinha bem pequena, tem algumas com menos de 100 habitantes o.O

Bratwurst – linguiça

Minha gente, quanto tempo!

Padrão

Pois é, eu sempre soube que era relaxada quanto a essa história de escrever diários – e olha que isso vem desde os tempos do papel (sim, eu sou do tempo dos diários de papel).

Nesse meio tempo aconteceu bastante coisa, fiz aniversário, fiz seis meses de Alemanha e não posso mais dirigir, passei na prova teórica da carteira de motorista alemã, mas só consigo uma data pra fazer a prova em janeiro. Ufa! Me ionscrevi na faculdade ontem e agora to com os Daumen apertados (hahaha)

Bem, como prometi no último post, falaria um pouco mais dos produtos e mercados alemães. E nesse meio tempo, mais precisamente no dia do meu aniversário eu passei por uma situação engraçadíssima:

Resolvi fazer aquele peixe à brasileira, com o pirão da farinha que a sogrinha carinhosamente guardou da última farofa e com aquele molhinho de camarão pra colocar em cima. Bem, cozinhar não é o problema, porque, modéstia à parte, eu sei. O negócio tava nos ingredientes. Chamei Paty e Jörg pra jantarem com a gente. Sim, jantarem porque sogrinho e sogrinha tinham festa de Natal na Verein e só chegariam lá pelas 17h em casa.

Skypeei com papai e mamãe, que saudade e que falta eles fizeram neste aniversário….

Mas bem, uma noite antes eu saí em busca dos ingredientes e foi até tranquilo… quando resolvi buscar no Rewe o leite de coco. Putz, eu acho que fiquei quase uma hora andando por lá, frustrada porque lá eu consigo tudo, até leite condensado 😛 “Como assim eles não tem leite de coco?” Me perguntava, enquanto xingava em português (obviamente) as próximas quatro gerações dos funcionários do Rewe.

Até que eu pensei em desisitir, aí passou na minha frente um rapazinho muito magro com o uniforme do mercado. Era minha última esperança: “Desculpe, você sabe se por aqui tem Kokosmilch?”

Ele me olhou e falou, “sim, no setor de produtos asiáticos.” hummm… Ahmmm

Ele foi tão gentil e me levou no tal setor e me mostrou mais de uma marca de leite de coco.

Na boa, eu nunca na vida ia imaginar que leite de coco vinha na lata, né? Me poupem! HAHUAHAUHA

Bom, no mais… eu tô bem. Talvez amanhã quando eu chegar do trabalho eu me anime a fazer um post balanço + blablabla de Natal.

Liebe Grüsse pra todos!

Beijos!

Wortschatz – Vocabulário

Daumen apertados = A gente fala “Cruzar os dedos” para torcer por algo ou alguém, desejar sorte. Os alemães falam que vão “apertar os polegares” pra desejar sorte. hahaha

Kokosmilch = leite de coco.

Rewe = Uma cadeia de supermercados bem grande por aqui. Não é um discount como o Penny ou o Aldi, mas nele você tem uma grande oferta de produtos, inclusive importados.

Iétzt wirds ernst! Die Hochzeit

Padrão

Aposto que depois dessa festança toda vocês acharam que os noivos desistiam ou ficavam cansados demais pra pensar em casamento! Nada disso! Tem agora o casamento, endlich!

Depois de tantas comemorações informais com vários grupos de graus diferentes de intimidade rs chegou a vez de ser um pouco Ernst, digo, sério 😉 O casamento no Standesamt ou na Kirche é sinônimo de mais comedimento (gostaram, fala sério?) e de pouca gente. Agora é a vez de chamar só mesmo as pessoas mais próximas e família, casar e comer um Kaffee und Kuchen em um Restaurant, ou mesmo uma festa mais elaborada, se é que depois dessa esbórnia celebração toda sobrou algum dinheiro pra investir no casamento propriamente dito. É algo mais parecido com o que fazemos no Brasil mas em escala, digamos, MUITO MENOR, Gott sei dank.

Desse aí só se sai casado ou depois de nocaute. *g*

Glossário:

Jetzt wird es ernst! : Agora (o negócio) ficou sério (Serve também para aquela hora de “O bicho pegou”)

Die Hochzeit : O casamento (em alemão, a palavra é feminina, por isso o artigo “die”);

Endlich: Finalmente

Standesamt: Cartório de Registro Civil

Kirche: Igreja

Ernst: Meu futuro sobrenome (!), que na verdade significa “sério” hahahaha suuuuper verdade!

Kaffee und Kuchen: Café e bolo, tradição em reuniõezinhas de fim de tarde

Restaurant: Duuuuh. Restaurante ¬¬

Gott sei dank (gótsaidank): Graças a Deus

Noite Jazz hoje 🙂 Georgia on my mind na (linda) voz de Ella Fitzgerald.

Pólterabend ou a segunda festa

Padrão

Fiquei vários dias ocupadíssima com outras coisas e deixei o blog de lado, sei. Mas não me sentia inspirada para escrever. Bem, ela voltou a bater em minha porta, a inspiração. Por isso, resolvi escrever sobre a tal Polterabend, que é a segunda festa das comemorações alemãs. Poltern é estalar, fazer um barulho estridente, já Abend é a palavra para noite. Daí você me pergunta: O que uma coisa tem a ver com a outra?

Eu digo: Tudo!

Na Polterabend, os convidados se reúnem de maneira totalmente informal em um churrasco ou almoço/ jantar na casa da noiva (Pense nisso mãe, você escapou) e trazem porcelana (!) para quebrar, seguindo uma máxima alemã que acredita que “Scherben bringen Glück”. É, veja pelo lado positivo, os cacos devem mesmo trazer muita sorte, já que seu destino nesta noite, minha cara noiva, é passar boa parte da festa junto com seu noivo limpando tudo (!), enquanto seus amigos espalham mais a merda os cacos e dificultam sua vida. A primeira grande empreitada juntos.

Já ouvi relatos que tem alemão que se desfaz até de resto de contrução e que até vaso sanitário entra na roda ( hein?). Desde que não seja de vidro, tá valendo: A tradição diz que quebrar vidro em vez de porcelana ou cerâmica traz azar pro casal, o efeito contrário ao desejado com os benditos caquinhos.

Bom, mas nem tudo são ruínas nesta festa. Como é bastante informal, um convida o outro que convida o um e todos aparecem na festa dispostos a se divertir. Come-se muito, bebe-se muito (preciso mesmo falar isto dos alemães?) e enfim, esta é uma noite longa. Antigamente celebrava-se um dia antes do casamento de fato…

Mas nada como tempos modernos. Os noivos hoje sabem que chegar ao cartório/igreja de ressaca não é lá muito elegante. Hic!

* Glossário

“Scherben bringen Glück” – Cacos trazem felicidade. (Ou sorte, a palavra é a mesma, você pode traduzir como quiser)

Iunguesélinenabchied – A primeira festa

Padrão

Junggesellinenabschied é o bom e velho palavrão termo alemão para despedida de solteira. Sim, lá as mulheres também têm direito às suas peripécias pré-nupciais. Eu só diria pra ir com calma pra não dar separação antes do casório, o que pra alguns seres cínicos pode até parecer melhor por não precisar de divórcio… rsrs

Bem, a Junggesellinenabschied é levada a sério e é preparada pelas amigas da noiva… É uma versão digamos, mais despudorada do nosso bom e velho chá de panela. A noiva deve esperar passar por vááários tipos de prova, e mico!s Desde vender artigos eróticos em lugares públicos à velha idéia da barraquinha do beijo na rua, as amigas podem pintar a pobre da noiva de maneira ridícula, e arrastá-la pela medina como fazemos com nossas conterrâneas brasileiras nos chás de panela (acho que andei vendo novelas com personagens muçulmanos demais rs).

A diferença é que a mulherada da Germânia é pra frente, todos sabemos… As amigas saem juntas pra beber  todo o dindin que a noiva sua na rua pra ganhar, e dançar, enfim, se acabar. Até porque é o último dia de “liberdade” da noiva. Se suas amigas forem realmente sagazes, de repente rola até um stripper na sua festinha! HUAHUAHAUHAUA Bom, pelo o qjue eu percebo, as alemãs adoram ter um pretexto pra fazer festinha com strippers… HUAHUAHUAHAU

Mas melhor que o noivo não saiba pra não rolar estresse, e você que também não tente depois descobrir o que rolou na dele… hehehe melhor não saber:  “What happens in Vegas, stays in Vegas”, não é mesmo?

A minha está sendo planejada pela minha cunhada, Kristina e a namorada do melhor amigo do Christian, a Jana.

HAHAUHAUHAU #MEDO!

Prontofalei.

Glossário

“What happens in Vegas, stays in Vegas”: “O que acontece em Vegas, fica em Vegas” velho ditado de filmes holywoodianos 😛

Willst du – Schandmaul

Casamento Brasil x Alemanha

Padrão

Hallo!!!

Depois de escutar meus amigos aqui tecendo comentários sobre um site de casamento que conta a piegas longa trajetória de um casal apaixonado em uma espécie de blog, resolvi cumprir com minha promessa de falar das diferenças entre Brasil e Alemanha. E o tema não poderia ser outro senão casamento.

Quem leu os meus poucos posts percebe de cara que estou dooooida por conta do meu casamento que vai acontecer em Julho. Pois é.

Agora, convenhamos, se noivas que estão por aqui e vão se casar fazendo o circo, a velha conhecida festa à brasileira, com todos seus badulaques e formalidades e todo s os convidados de pinguim de geladeira com reboco na cara, imaginem queridos, como moi me sinto aqui nesse mundinho de casamento germânico. Medo!

Por outro lado, estou beeeem feliz porque acho que a forma de casar da terra do chucrute realmente combina mais comigo: Menos pompa e mais festa. Literalmente, mais festa.

São pelo menos três festas:

Junggesellinnenabschied: Nossa famosa despedida de solteiro, que no Brasil normalmente é só dos homens (morram de inveja, meninas), também é das mulheres… e é no estilo perdição em Las Vegas sem Las Vegas, a menos que vc tenha muitos euros pra bancar a viagem, óbvio!

Polterabend: Uma noite antes do casamento (intervalo não recomendado pelos experts de plantão, visto que no outro dia você estará morto(a)) todos se reúnem em um local alugado ou no quintal da casa da noiva, geralmente. os convidados levam porcelana em todos os formatos e tamanhos IMPOSSÍVEIS (vale até se desfazer das porcelanas velhas, resto de obras etc etc) e quebra. Os noivos tem que limpar tudinho juntos. Dizem trazer sorte e união (pudera!) pro casal. A parte boa é que é uma festa super informal que não precisa de um convite em papel e que todo mundo chega numa boa, come um churrasco, bebe umas cervejas daquelas pequenas de 500ml/copo e tá tudo bem.

Hochzeit: O casamento propriamente dito. Dia de se vestir de noiva pra quem quer, o casamento oficial é para poucos, só para a família e amigos mais próximos, nada de chamar uma cabeçada substancial. Quem é de igreja casa na igreja, quem não é, tem o Standesamt aí pra resolver, como no meu caso 😛

Bom, estas são minhas impressões pelo que a família do Chris me conta, e pelo o que tenho lido. Parece beeeeeeeeem divertido, não? no próximo post Vou dar uma idéia de como são essas festas.

Küsse!

Glossário:

Standesamt: Cartório de registro civil

Küsse: Beijos